Artigos

Dia da Internet Segura

 O Dia da Internet Segura (SID, Safer Internet Day[1], em inglês) é um marco no calendário de segurança online. Este movimento começou em 2003 no projeto SafeBorders[2] da União Europeia[3] e em 2005 foi assumido pela rede Insafe[4]. O Dia da Internet Segura ultrapassou as barreiras geográficas e agora é celebrado em todo mundo, com a participação de aproximadamente 140 países.

O SID é uma iniciativa anual com objetivo de construir uma agenda positiva no uso da internet mobilizando usuários e instituições em torno da data para estimular o uso livre e seguro. Durante os meses de janeiro e fevereiro acontecem os eventos on e off-line voltados para a conscientização no uso seguro, ético e responsável da Internet, nas escolas, universidades, ONG´s e na própria rede.

DIA DA INTERNET MAIS SEGURA 2019

Neste ano o SID será comemorado nesta terça-feira, 5 de fevereiro de 2019. Nesta data, em São Paulo ocorrerá um encontro para debater o uso seguro, ético e responsável da rede, com a participação de diversos segmentos da sociedade organizada, no debate de temas relacionados com a construção de uma internet mais positiva. Este encontro é promovido pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil[5] e o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR[6], em conjunto com a SaferNet Brasil[7]. As vagas são limitadas, informações e inscrições por meio do endereço:  http://www.safernet.org.br/site/sid2019/.

“Juntos por uma Internet melhor” é o slogan da campanha deste ano e é um apelo à ação para todos os interessados ​​se juntarem e participarem na criação de uma melhor internet para todos, e especialmente para usuários mais jovens.

CONSTRUINDO UMA INTERNET MAIS POSITIVA.

Na sua grande maioria as crianças e jovens usam intensamente a Internet, mas elas conhecem os riscos?  O caminho, que parece natural, não é o desincentivo do uso da Internet e sim da promoção de ações que incentive o uso seguro, ético e responsável da internet. Há vasto material para orientar professores, pais e demais pessoas que lidam diretamente ou indiretamente com crianças e jovens. Vários aspectos devem ser considerados neste processo educacional do uso positivo da internet, dentre eles:

  1. Alertar para os riscos associado a insegurança da rede;
  2. Orientar para o uso consciente e responsável da rede mundial, lembrando que as “pegadas digitais” permanecem e podem prejudicar ou impactar a vida da criança ou jovem na idade adulta;
  3. Alertar sobre os riscos associados ao fornecimento de dados pessoais;
  4. Esclarecer como usar navegadores, sites e redes sociais de forma segura;
  5. Alertar sobre os impactos relacionados a violação dos direitos autorais;
  6. Orientar sobre o que fazer quando se deparar com conteúdo que considera ilegal;
  7. Manter sobre vigilância telefones celulares ou outros aparelhos eletrônicos pessoais (como laptop, tablets, smartphones, etc.);
  8. Não compartilhar suas senhas, elas são pessoais e intransferíveis;
  9. Quando navegando ou acessando e-mails e mensagens instantâneas não acesse se você não tem certeza da origem;
  10. Nunca troque mensagens e aceite encontrar com alguém que você conheceu na rede, sem o consentimento de seus pais ou adulto de sua confiança;
  11. Somente adicione pessoas como amigos em sites de redes sociais e programas de mensagens instantâneas se você conhece na vida real. Altere as configurações de privacidade para que você tenha que aprovar as pessoas para serem adicionadas como amigo.

 

ENTENDENDO OS RISCOS NO USO DA INTERNET

“A Internet não foi originalmente projetada com a segurança em mente, mas como um sistema aberto para permitir que cientistas e pesquisadores enviem dados uns aos outros rapidamente. Sem fortes investimentos em segurança cibernética e defesas cibernéticas, os sistemas de dados permanecem abertos e suscetíveis a formas rudimentares e perigosas de exploração e ataque”[8]

O mundo conectado é uma realidade irreversível, vivemos nele e devemos evoluir neste novo modo de vida. As pessoas, empresas e países dependem da Internet para quase tudo. O mundo virtual conecta milhões de objetos à Internet ou a redes privadas, desde a compra de ingressos, reservas de hotéis, compra de passagens, transações financeiras e até operações militares.

Incidentes de segurança ocorrem a todo instante e podem trazer impactos de toda a sorte (financeiros, operacionais, ambientais, legais, imagem, etc.) e conforme o caso os danos podem ser irreparáveis. A cifra que envolve esta batalha pode superar a casa de dezenas de trilhões de dólares nos próximos anos. O mundo dos negócios e pessoas nunca experimentou uma guerra como esta, que é muito diferente de tudo que já vivemos.

 

O CENÁRIO DA 4ª. REVOLUÇÃO

A cada dia a Internet vem revolucionando a forma como nos relacionamos em nossas vidas pessoais e profissionais. O conforto, a velocidade, a produtividade, a eficiência e a qualidade de vida decorrente do uso de novas tecnologia, suportadas pela rede mundial, promovem e constroem um cenário onde a dependência do uso da Internet, nas relações pessoais e empresariais, é cada vez maior. O Fórum Econômico Mundial[9] há anos vem debatendo as influências, as consequências e riscos associados a uso crescente da tecnologia da informação e IA na sociedade, que é bem resumido pelo seu fundador:

 

 “Estamos à beira de uma revolução tecnológica que alterará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos um com o outro. Em sua escala, alcance e complexidade, a transformação será diferente do que a humanidade já experimentou antes. Ainda não sabemos como isso vai se desenrolar, mas uma coisa é clara: a resposta a ela deve ser integrada e abrangente, envolvendo todas as partes interessadas da política global, dos setores público e privado ao meio acadêmico e à sociedade civil.” Por Klaus Schwab[10]

 

Cresce os incidentes de segurança de perdas maciças de dados, como o roubo de informações, propriedade intelectual e identidade, além das ameaças à nossa privacidade e a negação de serviço. As pessoas e as organizações estão enfrentando uma grande pressão para garantir que os seus dados estejam seguros. Este é o modo de vida para todos nós no espaço cibernético.

Considerando este contexto, garantir a proteção das informações adotando medidas que garantam um nível aceitável de Segurança da Informação ganha grande importância nas decisões estratégicas da organização. Buscar uma maior qualidade dos serviços e a proteção adequada das informações torna-se uma atividade prioritária das pessoas e dos executivos do negócio diante da adoção das novas tecnologias.


 

DICAS GERAIS SOBRE USO SEGURO DA INTERNET

  1. Protegendo suas senhas
    1. Senhas únicas e fortes (uso conjunto de caracteres, números e letras. Combinando-os e com um tamanho mínimo de 8 caracteres.);
    2. Utilize um gerenciador de senhas para mantê-las seguras e organizadas;
    3. Sempre que possível habilite autenticação de multifator em suas contas;
    4. Avalie sempre se é necessário a criação de contas em sites na internet e verifique se eles são legítimos;
    5. Sai (log off) dos sites quando você não estiver utilizando.
  2. Uso seguro de e-mail e redes sociais
    1. Tornar seus perfis privados;
    2. Rever quais informações são públicas em seus perfis de mídia social;
    3. Ao postar algo pense se você vai se arrepender algo mais tarde;
    4. Revisar as postagens nas quais você foi marcado antes de aprová-las;
    5. Nunca forneça informações pessoais a alguém que você conheceu on-line;
    6. Tenha cuidado ao se encontrar pessoalmente com alguém que você conheceu on-line;
    7. Usar pseudônimos neutros de gênero nos fóruns;
    8. Não abra e-mails ou arquivos de pessoas que você não conhece.

 

  1. Uso seguro de sites e redes
    1. Evite clicar em sites que parecem falsos ou scammy[11];
    2. Limpe seu histórico de navegação com frequência para manter sua privacidade;
    3. Faça compras on-line em sites criptografados;
    4. Use redes WiFi privadas, nunca públicas;
    5. Use uma extensão de antivírus no seu navegador;
    6. Instale um firewall para proteger sua rede doméstica;
    7. Mantenha o software do seu computador atualizado.
  2. Mantenha-se seguro no seu smartphone
    1. Ativar software de criptografia no seu telefone;
    2. Configure o seu Bluetooth para “não detectável”;
    3. Baixar aplicativos apenas de lojas verificadas;
    4. Baixe o software de segurança para proteção extra.

.

 

 

 

Márcio Rocha

 Executivo responsável pelos negócios da AÉRAS nas áreas de Governança,

Riscos e Compliance, com larga experiência em TI e Segurança da Informação.

Vice-Presidente de Segurança da Informação e Gestão de Riscos da Sucesu Minas

 

 

[1] https://www.saferinternetday.org

[2].http://www.welcomeurope.com/news-europe/safeborders-awareness-campaign-safer-internet-11430+11330.html

[3] https://europa.eu/european-union/index_pt

[4] “Centros e Comités da Internet mais Seguros: A Insafe é uma rede europeia de Centros de Internet Segura (SICs). Cada centro nacional implementa campanhas educacionais e de conscientização, administra uma linha de ajuda e trabalha em estreita colaboração com os jovens para garantir uma abordagem baseada em evidências e com várias partes interessadas para criar uma Internet melhor.” – https://www.saferinternetday.org/web/sid/about

[5] https://www.cgi.br/

[6] https://www.nic.br/

[7] http://www.safernet.org.br

[8] The Department of Defense Cyber strategy, final report 2015

[9] https://www.weforum.org

[10] O professor Klaus Schwab nasceu em Ravensburg, Alemanha, em 1938. Ele é fundador e presidente executivo do Fórum Econômico Mundial, a Organização Internacional para a Cooperação Público-Privada.

[11] “Esquema fraudulento realizado por um indivíduo desonesto, grupo ou empresa na tentativa de obter dinheiro ou outra coisa de valor. Golpes tradicionalmente residiam em truques de confiança, em que um indivíduo se apresentaria falsamente como alguém com habilidade ou autoridade, ou seja, um médico, advogado, investidor. Depois que a Internet se tornou amplamente usada, novas formas de golpes surgiram, tais como golpes de loteria, isca de fraude, falsificação de e-mails, phishing ou solicitação de ajuda.” http://www.businessdictionary.com/definition/scam.html

0
  Posts Relacionados
  • No related posts found.

Add a Comment


Patrocinadores Sucesu Minas

NetService – Soluções em Tecnologia da Informação (TI)SONDA | Líder em soluções e serviços de TI na América LatinaTripla

Apoio Institucional

GoogleQi Network