Artigos

Privacidade e segurança de dados na sociedade da informação

As gerações que vivem este momento histórico, a chamada era digital, têm nas mãos o poder da informação muito mais acessível que há 20 anos. Por esse motivo, somos chamados de sociedade da informação, que aprende na prática a lidar com a segurança de dados.

De fato, as tecnologias que facilitam a identificação de pessoas e a segurança da informação tornam-se essenciais em um mundo cada vez mais conectado e exigente quanto à conformidade e privacidade de dados.

Inspirada na General Data Protection Regulation (GDPR, ou Regulamento Geral sobre Proteção de Dados) que já vigora na Europa, a Lei de Proteção de Dados – LGPD brasileira, prevista para entrar em vigor a partir de agosto de 2020, evidencia a necessidade de proteger os dados pessoais e manter sua privacidade, além do monitoramento e prestação de conta sobre eles.

Os impactos práticos da segurança de dados no cotidiano das empresas

A chamada sociedade de dados é composta por seres humanos conectados 24 horas por dia, que compartilham informações em uma velocidade nunca antes experienciada, o que leva as empresas a investirem em segurança de dados, visando não apenas o crescimento, mas também a reputação confiável diante do mercado em que atuam, passando a garantir, com responsabilidade, a privacidade das informações de seus clientes.

A propriedade pessoal e corporativa é um desafio que envolve educação dos usuários em relação à segurança das informações, pois seus dispositivos armazenam e transmitem dados pessoais e corporativos.

Neste contexto, o impacto mais significativo é que as instituições, públicas ou privadas, agora são responsáveis pelos dados que detém, pois essa é uma das exigências da LGPD, cuja penalidade por infração vai desde advertências, processo judicial, altas multas, até a suspensão das atividades. Dentro das empresas, essa tarefa ficará a cargo das áreas de Tecnologia da Informação, Gestão e Compliance.

Privacidade e segurança de dados se complementam

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), quase 229 milhões de telefones celulares estão em operação no Brasil, o que significa que a maioria da população fornece informações pessoais às empresas de varejo e serviços, por meio de geolocalização, por exemplo. Esse compartilhamento necessita de consentimento, ou seja, autorização da veiculação destes dados por parte dos donos.

Sendo assim, privacidade de dados significa o consentimento do controle da exposição e disponibilidade de informações sobre terceiros, disseminados e compartilhados, no meio digital ou não. Hoje em dia, a arquitetura da internet permite o desenvolvimento de novas tecnologias de controle de informações, alterando a forma de como cada pessoa vê a privacidade e fomentando novas discussões sobre o tema, baseadas em previsões e pesquisas.

O Gartner divulgou em julho de 2019 uma lista com algumas das principais tendências sobre o futuro da privacidade de dados. A consultoria aponta que os líderes de segurança e gestão de riscos devem direcionar seus esforços para reconhecer o amadurecimento dos regulamentos de proteção e garantir uma operação amigável à privacidade das informações.

A pesquisa apontou também que a privacidade é cada vez mais uma questão crítica para as organizações e vem sendo reforçada pela adoção de novos padrões de trabalho na área, citando as determinações de regras como a GPDR, na Europa, e a LGPD brasileira.

Já a segurança de dados representa um conjunto de procedimentos contra vulnerabilidades de sistemas e redes, por meio do compartilhamento consciente de informações, incluindo o cuidado com senhas, monitoramento dos dados armazenados, backups (de preferência, em nuvem) e tecnologias que propiciem automatização destas informações. Assim, com os dados blindados, consequentemente a privacidade deles será mais amparada e respeitada.

Portanto, privacidade e segurança de dados andam juntas para as empresas que querem competitividade e escalabilidade neste novo modelo de sociedade.

A Sucesu Minas, alinhada com as necessidades atuais do mercado corporativo, orienta seus associados para que este processo seja o mais assertivo possível. Acompanhe nossos artigos e prepare-se para as principais ações de adequação à Era da Transformação Digital. 

0
  Posts Relacionados
  • No related posts found.

Add a Comment


Patrocinadores Sucesu Minas

NetService – Soluções em Tecnologia da Informação (TI)SONDA | Líder em soluções e serviços de TI na América LatinaSquadraTripla

Apoio Institucional

Google|Qi NetworkMidiaria